Novas coleções da Nike utilizam matérias-primas vegetais na produção

A nova coleção da Nike, Plant Color Collection, utiliza corantes a base de plantas. (Foto: Divulgação)

A Sultextil tem um compromisso bastante sério com o tripé da sustentabilidade — que compreende questões ambientais, sociais e econômicas —, e por isso reconhece que notícias como esta que envolve a Nike, uma marca de proporções globais, contribui para o desenvolvimento de uma cultura sustentável na indústria da moda.

No final do ano passado, a Nike anunciou um projeto de restruturação ecológica dentro da empresa que, entre outros projetos, visa atingir 75% de energia renovável globalmente até 2020. O compromisso ambiental parece estar acontecendo rápido. Três coleções novas da companhia norte-americana chegam com produtos feitos a partir de matérias-primas vegetais.

A primeira coleção, a Nike Plant Color Collection, traz calçados tingidos com corante à base de plantas. Os modelos são versões repaginadas dos clássicos Air Max 95 e Blazer Low. A coleção seguinte, a Nike Flyleather Earth Day, é desenvolvida em homenagem ao dia da terra, e traz modelos 50% reciclados, em um processo de reutilização de resíduos de couro de animais que é descartado durante a fabricação tradicional de couro e fibras sintéticas. A terceira coleção promove dois modelos clássicos da Nike VaporMax 2 Random, feitos com sola 75% recicladas e fios de tricô descartados, o já conhecido material Flyknit. Vale lembrar que, no passado, além da malharia retilínea, a Nike já lançou produtos com selo sustentável em artigos feitos com malharia circular.

As coleções novas da Nike devem chegar ao mercado já no verão americano.

 

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *