Os destaques da 38º edição do Prêmio UCS/Sultextil

Carolina de Lima Toledo, grande vencedora do 38º Prêmio UCS/Sultextil 2018. (Foto: UCS/ Roger Clots)

 

Na noite de 4 de dezembro de 2018, o Espaço Alternativo do Campus 8 da UCS, em Caxias do Sul, sediou o 38º Prêmio UCS/Sultextil. A parceria de quase vinte anos trouxe para essa edição a temática do “Por quê?”, desafiando os formandos a levantar interpretações em peças conceituais confeccionadas com tecidos Sultextil.

“Em meio a tantas informações e inquietações, perguntar os motivos é revisitar possibilidades, é reafirmar a existência de diferentes respostas ou nenhuma. O Porquê, assim como a moda, é efêmero, é inspiração.”

A grande vencedora da noite foi a formanda Carolina de Lima Toledo, premiada com uma viagem a Paris com estadia de uma semana para visitar as principais feiras do setor têxtil, pelo trabalho Porque nem tudo é o que parece ser!  O look desconstruído e misterioso que conquistou os jurados foi desenvolvido com as malhas Taipan, Zuya e Dual. A menção honrosa foi concedida à formanda Clara Postal Pasqualini pelo trabalho intitulado Porque somos Universos. Para este look esportivo foram utilizadas as malhas Garden, Dandy e Prene.

O resultado foi debatido por uma banca julgadora formado por nomes importantes do cenário da moda nacional: a estilista caxiense Ana Cláudia Dotto, formada pela UCS e vencedora do 27º Prêmio UCS/Sultextil; o diretor do Fashion Room, José Xavier de Brito Neto (RJ); Maria de Lourdes Anselmi, fundadora e diretora da Malharia Anselmi, empresa que se tornou referência em tricot na América Latina; e a estilista Patrícia Vieira (SP).

Clara Postal Pasqualini recebeu menção honrosa no 38º Prêmio UCS/Sultextil. (Foto: UCS/ Roger Clots)

 

Há 19 anos o Prêmio UCS/Sultextil tem sido um exemplo nacional de incentivo na formação acadêmica dos profissionais de moda. Desde sua primeira edição em 1999, o concurso já premiou 37 alunos e diversos outros com menções honrosas. Além da experiência de viajar para uma capital de moda, o prêmio também potencializa a visibilidade dos formandos e possibilita conexões com o  mercado de trabalho.

Criatividade, fidelidade ao tema e boa execução das peças são os critérios de avaliação do concurso. Para isso, os alunos recebem kits surpresa com malhas Sultextil para desenvolver um look com sustentação no tema proposto.

Foram trabalhadas 9 malhas nessa edição: Taipan, Zuya, Dual, Garden, Dandy, Prene, Hexa, Sauer, Dallas.Veja, abaixo, algumas das malhas  usadas pelos concorrentes.

.

 

 

 

 

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *